Informação sobre as funções das vitaminas, assim como as suas fontes nos alimentos, referindo as suas qualidades e os riscos associados ao seu défice ou excesso. Abordamos todas as vitaminas, vitamina A, vitamina C, vitamina D, vitamina E, vitamina K, vitamina B1, vitamina B2, vitamina B3, vitamina B5, vitamina B6, vitamina B7, vitamina B9, e vitamina B12.

Vitamina B3 (Niacina)

O termo Niacina se refere a dois compostos, o ácido nicotínico e a nicotinamida. Esta vitamina é precurosra do NAD+ (nicotinamida adenina dinucleotídio) e do NADP+ cofatores de enzimas muito importantes envolvidas em reções de oxi-redução no metabolismo energético.

FONTES

É absorvida no intestino delgado delgado e uma pequena parte é armazenada no organismo. Pode ser produzida, em pequenas quantidades, pelo nosso organismo através da presença do triptofano.

FUNÇÃO

Participa do metabolismo energético, proveniente dos carboidratos, proteínas e gorduras. Influencia a formação de colágeno e a pigmentação da pele provocada pela radiação ultravioleta. No cérebro, a niacina age na formação de substâncias mensageiras, como a adrenalina, influenciando a atividade nervosa.

MELHORES FONTES ALIMENTARES

Fígado, carnes em geral (aves e peixes), leguminosas e cereais integrais.

MANIFESTAÇÕES DA DEFICIÊNCIA

Na deficiência inicia-se um quadro de fraqueza muscular, perda de apetite, indigestão e erupções cutâneas. No avanço surge a pelagra ("pele áspera") que se caracteriza por pele avermelhada e áspera, principalmente nas áreas mais expostas à luz solar: rosto, pescoço, joelhos, cotovelos; língua vermelha e lisa; ardor na boca; estomatite; diarréia e alterações mentais. Doses excessivas podem provocar rubor intenso, ardor, lesões do fígado, alteração cutânea, gota, úlceras e intolerância à glicose.

INIMIGOS

Principalmente o álcool destilado.
Índice dos artigos relativos a Vitaminas

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL